Diário de Aventuras

Relatos e dicas de viagens ao redor do Mundo

Cachoeira da Fumaça – Carrancas/MG


Embora Carrancas possua vários riachos e ribeirões de águas límpidas, com inúmeros poços e quedas d’água, o ribeirão Carrancas, que forma a principal cachoeira da cidade – a Cachoeira da Fumaça, é poluído, carregando em suas águas todo o esgoto gerado pelo município sem qualquer tipo de tratamento.

A Cachoeira da Fumaça de Carrancas é hoje o símbolo maior do descaso com o meio ambiente da atual administração municipal e da câmara de vereadores, dando seguimento ao desprezo de outras legislaturas e mandatos passados.

A Cachoeira da Fumaça fica a aproximadamente 8 Km do centro de Carrancas, recebendo na alta temporada uma quantidade absurda de visitantes. Nessas ocasiões de superlotação, o local se tranforma em um imenso anfiteatro, onde a peça mambembe “Camelot” é repetidamente encenada.

No único ato, em meio a uma densa névoa originada das churrasqueiras portáteis, entre odores inebriantes de esgoto com lingüiça na brasa e sons guturais de pagodinhos com bonde do tigrão, centenas de audaciosos guerreiros desfilam seus estandartes de lona de caminhão, lutando bravamente para conquistar seus espaços e montar suas távolas quadradas com brasões de cerveja, defendendo-se com seus escudos de tampa de isopor e desafiando seus contendores com afiadas espadas da tramontina, lanças de canivete “pica-fumo” e perigosas catapultas de sukita quente.

Apesar da contínua degradação, a região da Cachoeira da Fumaça é (até agora) de rara beleza cênica. Conhecido como Complexo da Fumaça, seu entorno conta ainda com a Cachoeira Véu da Noiva e da Serrinha, ambas de águas cristalinas, esta última com vários e agradáveis poços.

Houvesse o mínimo de vontade política, a despoluição do Ribeirão Carrancas e a posterior transformação da região da Cachoeira da Fumaça em parque municipal não só resolveriam (quase) todos os problemas ambientais, como incrementariam a prática de turismo saudável no local. Ademais, o parque se auto-sustentaria, mediante cobrança de entrada, estacionamento, exploração da área de camping e restaurante, gerando vários empregos diretos e indiretos.

A transformação da Cachoeira da Fumaça em parque faria com que o nome de seu executor fosse eternamente lembrado pelos visitantes e moradores de Carrancas, que associariam sua imagem àquelas águas límpidas, bem diferente da associação que se faz hoje entre os omissos e aquilo que bóia nas águas poluídas.

Mas enquanto a secretaria de turismo de Carrancas achar que o visitante não merece água limpa; a secretaria da saúde de Carrancas achar que esgoto e água sem tratamento não são assuntos de sua alçada; nas escolas reinar o silêncio; na administração municipal nada (verbo nadar); na câmara não passar o projeto da porta; e os empresários do setor não reivindicarem:

“O turismo, ora, o turismo, que venha a nós o vosso vil metal.”

Mais detalhes sobre a Carrancas e fotos da Cachoeira da Fumaça visite http://afolhadecaretas.blogspot.com

Nome: Haroldo
Email: hc.guedes@bol.com.br
Cidade: Carrancas – MG

Anúncios

1 Comentário»

  carlos (paulista) wrote @

estive lá ano passado visitando luminárias e carrancas, passei por várias cachoeiras nesses municípios, a que mais me agradou foi a das esmeraldas, e lá fui alertado para não banhar-se na da fumaça, pois ela é poluida, quando for a um desses municípios, não deixem de visitar são thomé das letras que fica proximo, abraços, carlos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: